Loja Marisa e a polêmica sobre a magreza

O ano de 2012 vem sendo conturbado para os “propagandistas” da Marisa. Acontece que depois de suas campanhas serem acusadas de machismo e culto a magreza, parece que a marca ainda criou um fake no Facebook para se defender dos ataques. Confiram a história:

As lojas Marisa lançaram vários comerciais ao longo do ano, alguns gerando mais polêmica do que outros. O que parece ter sido o “pior”  foi o intitulado “Homenagem” em que a modelo agradece por ter se alimentado de forma escassa, para ficar magra e linda e aproveitar o verão.

Muitas mulheres, inclusive blogueiras, se revoltaram com a história. Para elas o comercial tem um duplo sentido quando afirma que se precisa estar magra para curtir o verão. Ou seja, as gordinhas não teriam este direito. Outras meninas, já acharam essa revolta um tanto quanto exagerada. Sendo que para elas a propaganda só retrata o “diário de uma mulher que busca estar bem consigo mesma”.

Na minha opinião:

Não consegui visualizar nada de ofensivo na propaganda, mas confesso que muitas mulheres obcecadas pela magreza me deixam irritada. Não é segredo para ninguém, que nossa sociedade atual vive numa bola de preconceito. Seja contra as gordinhas de mais, as magras de mais, os gays, os negros, enfim, são inúmeras formas de se desmerecer alguém.

É incrível perceber que hoje em dia uma das mulheres mais sexys do mundo seria considerada gorda. Marilyn Monroe no auge de sua carreira pesava 63kg, o que para os padrões de hoje já seria um absurdo levando em conta que ela tinha 1,65 m.

Marilyn Monroe era linda e pesava 63 kg

Eu acredito que os culpados por isso tudo sejamos nós mesmos. Atire aí a primeira pedra quem nunca fez nenhum tipo de comentário preconceituoso contra gordinhas ou contra as magrinhas. Cada um tem o direito de ser como quiser e pronto. Sei que é dificil pra todo mundo aceitar que determinada mulher quer comer uma pizza toda sexta e não tá nem aí pra balança (lembrando sempre que é importante ser saudável. Ninguém quer ter anorexia, nem colesterol alto, nem diabetes.), do que comer um prato cheio de salada.

Vale lembrar que nos primórdios da sociedade, ser gorda era sinônimo de fartura, e muitas mulheres magras não conseguiam se casar pois “não iam conseguir ter filhos”. Então, o caminho é mesmo acordar a sociedade, que nunca coloca uma protagonista gorda em uma novela, para a vida e mostrar que as mulheres são lindas do jeito que se sentem bem, e não do jeito que nos é imposto!

Fica a dica para as magrinhas:

Dica para as magrinhas

hahahahahahaahha brincadeirinha, =*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s